Um estudo recente publicado na revista Natureza revelou que o número de tubarões nos oceanos caiu 71% desde a dezena de 1970. As populações de raios também estão despencando. Por justificação dessas descobertas alarmantes, os pesquisadores agora estão pedindo aos governos que tomem medidas drásticas para virar a tendência. Os autores do estudo atribuíram a maior segmento das perdas à sobrepesca.

Continue lendo subalterno

Nossos vídeos em destaque

Tubarões e raias são frequentemente pescados porquê alimento, mas também são vítimas da pesca esportiva em muitas partes do mundo. O trajo de esses animais já estarem em risco é mais desanimador extinção, de pacto com Nicholas Dulvy, professor da Simon Fraser University em British Columbia.

Relacionado: A preparação da vacina COVID-19 pode matar meio milhão de tubarões

“A sobrepesca de tubarões e raias oceânicas põe em risco a saúde de ecossistemas oceânicos inteiros, muito porquê a segurança alimentar de alguns dos países mais pobres do mundo”, disse Dulvy.

No estudo, 31 espécies de tubarões e raias encontradas em oceanos abertos foram analisadas. Dessas espécies, 24 já estão classificadas porquê ameaçadas pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN). aliás, três espécies de tubarões: o tubarão oceânico de ponta branca, o tubarão-martelo recortado e o tubarão-martelo estão atualmente listadas porquê críticas. Em transe.

Para que essas populações de vida selvagem se recuperem, dados científicos devem ser levados em consideração. De pacto com Sonja Fordham, presidente da Shark Advocates International, grandes tubarões brancos estão agora se recuperando graças a dados científicos que influenciaram os limites de pesca.

“Medidas de segurança relativamente simples podem ajudar a salvar tubarões e raios, mas o tempo está se esgotando”, disse Fordham. “Precisamos disso com urgência conservação ações em todo o mundo para prevenir inúmeras consequências negativas e prometer um horizonte mais rútilo para esses animais extraordinários e insubstituíveis. “

+ Natureza

Através da BBC

Imagem via Jonas Allert

Este item foi reescrito, traduzido de uma publicação em inglês. Clique cá para acessar a material original (em inglês)!