O webinar "Desafiando a não divulgação de informações ambientais na Europa" será realizado em 26 de setembro de 2019, das 12h30 às 13h30 GMT + 1.

Destina-se a advogados, juízes, autoridades públicas e ONGs de interesse público e é organizado pelo ClientEarth no projeto EARL A2J (Acesso à Justiça – Educação e conscientização de profissionais do Direito).

Este projeto é financiado pelo programa LIFE da Comissão Europeia.

Formadores: Anne Friel e Sebastian Bechtel, "Democracia Ambiental" Programa, ClientEarth

Programa:

12:30 – 12:50: Apresentação 1 – Visão geral de como acessar informações ambientais mantidas por autoridades públicas nos Estados-Membros da UE ou em instituições da UE. (15 minutos)

  1. O que é acesso à informação? Divulgação ativa e acesso a pedido
  2. O caso especial de informação ambiental
  3. O que é informação ambiental?
  4. De quem você pode solicitar informações
  5. Enviar uma solicitação de informações ambientais.
  6. Quando as autoridades públicas podem recusar solicitações de informações ambientais?

Perguntas (5 minutos): Possibilidade de solicitar esclarecimentos. Perguntas mais amplas são adiadas para o final da sessão.

12:50 – 13:15: Apresentação 2 – Como contestar a decisão de uma autoridade pública de recusar o acesso a informações ambientais. (25 minutos)

  1. Para onde levar sua reclamação
  2. Motivos de contestar a recusa da autoridade pública

13:15 – 13:30: Questões

Este webinar também será realizado em dezembro e fevereiro.

Melhorar o acesso à justiça para uma Europa mais verde é o objetivo do projeto EARL A2J. Gerenciado pelo ClientEarth e Justice & Environment em oito estados europeus, ele visa melhorar a implementação e a aplicação da legislação ambiental da UE nos países da UE, garantindo que os europeus possam contestar a violação da lei ambiental em tribunal.

O projeto se concentra na conscientização sobre as possibilidades legais disponíveis para cidadãos e ONGs. Além de seminários e seminários on-line, lançamos as seguintes publicações:

Esta matéria foi traduzida e republicada. Clique aqui para acessar o site original.