MVRDV apresentou planos para transformar de forma sustentável um de seus projetos iniciais, o Pavilhão Holandês na Feira Mundial de 2000 em Hanover. O projeto vai destacar a reputação do Pavilhão Expo como um marco de design sustentável, ao mesmo tempo que o transforma em um prédio de escritórios que colabora com dois novos edifícios: um que contém habitação para estudantes e outro, que inclui escritórios e lugares de estacionamento. A nova visão do pavilhão Expo 2000 também manterá a floresta no terceiro andar do prédio, o que fez do pavilhão um ícone da Feira Mundial de 2000.

proceed lendo abaixo

Nossos vídeos em destaque

O design do MVRDV para o pavilhão original da Expo 2000 responde ao tema da Expo holandesa “A Holanda cria espaço”. Os arquitetos adotaram uma abordagem de economia de espaço, empilhando seis diferentes paisagens holandesas em uma torre e deixando o resto do native aberto como um espaço externo multiuso. Este conceito de “paisagem empilhada” conceitua o edifício como um autônomo ecossistema capaz de gerar ciclos de recursos internos próprios.

Relacionado: MVRDV projeta um “showroom urbano” sustentável para Shenzhen

a representação das pessoas em pé no telhado verde olhando para o pátio verde abaixo

A nova visão dos arquitectos para o pavilhão mantém o conceito de “paisagem empilhada”, ao mesmo tempo que renova o inside para que se adapte melhor escritório ambiente pure. Por exemplo, o primeiro andar que foi inicialmente usado como uma grade de estufa será convertido em um escritório com um structure retilíneo estritamente semelhante. No segundo andar, os arquitetos vão premiar os plantadores em salas de reuniões envidraçadas e escritórios. As escadas externas ao nível da floresta e os pisos externos serão mantidos em grande parte, assim como as “dunas” do térreo, que permanecerão como áreas de reunião da comunidade com pequenos cafés e espaços para exposições.

diagrama do grande edifício com telhados em terraço

Ele colaboração O prédio de escritórios será complementado por dois novos edifícios que formam blocos de perímetro ao redor do recinto e criam um ponto de entrada no lado oeste do recinto. O maior dos dois edifícios conterá 370 apartamentos de estudantes e 300 vagas de estacionamento para bicicletas. O prédio menor terá três níveis de escritórios e salas de reunião e amplo estacionamento. Os dois novos edifícios terão tectos escalonados com terraços de cores acessíveis com diferentes programas, desde jardins e instalações desportivas a zonas de estudo e cinema, numa referência ao conceito de “paisagem empilhada”.

+ MVRDV

Imagens by way of MVRDV

Este artigo foi reescrito, traduzido de uma publicação em inglês. Clique aqui para acessar a matéria original (em inglês)!