Edward Burtynsky viaja pelo mundo tentando capturar imagens impressionantes do impacto da humanidade no planeta, desde as formas fósseis deixadas para trás por brocas em uma mina de potássio até as cores luminescentes das lagoas de lítio.

O artista fotográfico canadense passou 40 anos se concentrando em atividades humanas em larga escala, como mineração, pedreiras, agricultura e desmatamento – mas ele diz que não se vê como um ambientalista.

Seu último projeto, Anthropocene, é uma colaboração com os cineastas Jennifer Baichwal e Nicholas de Pencier, explorando a idéia proposta por alguns cientistas de que uma época geológica moldada pela atividade humana começou.

Inclui uma exposição itinerante, um livro e um documentário, que estreou no ano passado no Canadá e será lançado nos EUA na próxima semana.

Imagens: Edward Burtynsky, cortesia da Flowers Gallery, Londres / Nicholas Metivier Gallery, Toronto

Jornalistas em vídeo: Heather Sharp e Laura Foster

Esta matéria foi traduzida e republicada. Clique aqui para acessar o site original.